Sobre discos 15 selos que merecem sua atenção (parte 2)

In Bandas, Discos, Especiais

Fotos: Sounds Like Us

Bem-vindos à segunda parte do nosso especial. Na primeira edição selecionamos os 15 selos mais legais de alguns dos discos que frequentam a nossa vitrola. Para a segunda parte nada mudou. Temos aqui mais 15 selos que são pura arte e que merecem a sua e a nossa atenção.

Selos são muito mais que uma mini representação gráfica da capa. São parte da história que cada disco conta pra gente e por isso merecem ser reverenciados, artisticamente falando. Nos últimos anos temos percebido um cuidado ainda maior nas prensagens em relação a arte contida nessa pequena parcela do LP que muitas vezes só é percebida quando o disco termina. Dá então para dizer que um disco começa pela arte da capa e encerra seu ciclo pela arte revelada nos selos. Portanto, vamos aos escolhidos. 

Arcade Fire
Funeral (2004 – Merge)

Minor Threat
First Demo Tape 7” (1981 – Dischord)

A Tribe Called Quest
People’s Instinctive Travels and the Paths of Rhythm (1990 – Jive/RCA Records)

Bad Brains
Live at CBGB ’82 (2010 – MVD Audio)

Minutemen
Double Nickels on the Dime (1984 – SST)

Obituary
Slowly We Rot (1989 – Roadrunner Records)

Get Up Kids
Simple Science (2010 – Flyover Records)

Genocidio
Hoctaedrom (1993 – Hellion)

Nirvana
In Utero (1993 – DGC Records)

Sepultura
Schizophrenia (1987 – Cogumelo)

Bikini Kill
S/T EP (1992 – Kill Rock Stars)

Big Boys
Wreck Collection (2002 – Gern Blandsten)

Feist
Metals (2011 – Polydor Records)

Kiss
Dynasty (1979 – Casablanca)

Pelican
The Fire in Our Throats Will Beckon the Thaw (2005 – Hydra Head)